Qual a importância do controle financeiro em uma pequena empresa?

Olá meus caros! Tudo em ordem? Tudo numa boa? E aí, quem deseja ter uma noção sobre a importância de se ter um controle financeiro em pequenas empresas?

Então vamos lá. Vamos iniciar dando uma relembrada sobre o que é um controle financeiro: Conjunto de técnicas e medidas que visam a obtenção do maior resultado possível em um período X de tempo através do desenvolvimento das atividades da empresa. Essas técnicas compreendem planejar, executar, analisar e controlar as atividades financeiras do negócio. Agora vamos à importância de realizar essas atividades com afinco.

O financeiro é onde “pulsam as veias” da empresa. Produto, atendimento, comercial, pós-venda, etc, são todos importantes. Cabe ressaltar que o financeiro lastreia as demais atividades. Manter um controle eficaz e eficiente torna a empresa apta a mudanças e movimentos advindos da concorrência no mercado, possibilitando que se mantenha viva e atuante, principalmente hoje em dia, onde a volatilidade e capacidade de ação (investimentos e inovação), muitas vezes decidem quem segue e quem sucumbe.

São as “regras” atuais de um mercado consumidor altamente competitivo e voraz. Estas características impelem as pequenas empresas a manterem uma relação honesta e diária com os controles financeiros. Contas a pagar, despesas fixas, estoques, fluxo de caixa, obrigações de curto, médio e longo prazo, despesas com pessoal, investimentos, contas à receber, inadimplência, etc, são variáveis de um mesmo jogo, que requer atenção, conhecimento e habilidade. Conhecimento se adquire, habilidade se treina e atenção se aprende. Ou seja, qualquer pessoa, seja iniciante ou não, conhecedor ou não, pode vir a realizar um bom controle financeiro.

Atualmente, existem capacitações, presenciais ou on-line, cursos, workshops, palestras, pós-graduações, cursos técnicos, enfim, uma vasta gama de possibilidades de se aprender. E claro, a velha e boa tática da “mão na massa” ainda segue sendo uma grande e poderosa mestra no ensino de qualquer ordem. Fato é, que controle financeiro é necessário não só em empresas, todos sabemos. Na vida de cada um e nos lares também se faz necessário, embora não requeira tanto conhecimento assim.

Pode ser feito de maneira mais simples, rápida e enxuta, o que não a torna menos importante. Na empresa, o controle financeiro “administra” o andamento da saúde da empresa, comandando a geração de resultados, e a positividade desses (ou não), mantém e impulsionam a empresa (ou não). Conhecidos como indicadores de desempenho nas companhias maiores, esses resultados precisam ser acompanhados de perto, conforme vão sendo apurados (e há que se apurar), visando orientar as tomadas de decisões. Estas decisões orientam a empresa em seus rumos, e a levam à continuidade, crescimento, ou manutenção, encolhimento.

Preferimos pensar positivo, por isso falamos sempre em mais e melhor. Em suma, o controle financeiro é imprescindível, não importando o tamanho do negócio que se tenha ou o ramo que se atue. É através desse controle que se apuram os resultados e se tomam as decisões.

Ter um sistema de ERP que auxilie esse controle é um ganho em excelência, visto a agilidade e exatidão na geração de informações. Sistemas ERP são ferramentas de gestão que trazem velocidade, geram confiança e nos dão calma e tranquilidade para administrarmos a empresa. Lhes convidamos a conhecer o Gestor ERP, desenvolvido pela Abase Sistemas e Soluções, a fim de desmistificar possíveis conceitos sobre softwares de gestão e iniciar o uso dessa poderosa ferramenta à seu favor.


Marcelo Muller
Analista de Suporte de Sistemas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *